Futebol e parceria !
 DESORGANIZADA AVACOELHADA
 FÓRUM DA AVACOELHADA AMÉRICA MG
 ADMINISTRAÇÃO ESPORTIVA
 Futebol e parceria !
  Registrar   Ajuda   Login

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico
Tópico com 1704 visitas e 4 mensagens
Autor
Tópico: Futebol e parceria !
Marco Antônio
Usuário Nivel 5

Postagens: 40766
Registro: 06/05/2002
Local: Belo Horizonte - MG - BrasilSexo Masculino
 Postado em 24/10/2007 11:37:00 AM

Futebol e parceria, união de amor e ódio

Resultados têm de ser bom para os dois lados

Antonio Afif


Ultimamente a moda é malhar os investidores do futebol. No Brasil e na Europa. O consenso geral, no Velho Continente, é que tem gente usando o esporte para "lavar" dinheiro. Inclusive, vários dirigentes europeus (e, conseqüentemente, próximos da Fifa) estão tentando criar alguns mecanismos para dificultar as atuações dessas lavanderias.

O detalhe é que nem todo agem desta forma. Há uma boa parcela de magnatas que apenas vê o futebol como qualquer outro negócio. Outros, por sua vez, querem alimentar seu ego, nem que para isso tenha de gastar muito dinheiro. Portanto, acho prudente não julgar que todos são "farinhas do mesmo saco".

No Brasil foi criado um mecanismo que "empurrava" os clubes para o caminho de uma gestão empresarial, com a Lei Pelé. Tempos depois foi esquartejado pela chamada Lei Maguito. O que muitos não sabem é que as alterações realizadas em alguns artigos afugentaram muitas empresas idôneas que poderiam ser de grande valia para os times do país.

A Lei Pelé, por sua vez, foi e ainda é alvo de inúmeras críticas. Muitas pessoas que bombardeiam a legislação esportiva o fazem porque viram seus interesses pessoais serem prejudicados. Há, ainda, a corrente daqueles que jamais tiveram o cuidado de ler essas normas que regulam o esporte nacional. São os chamados "maria-vai-com-as-outras".

É claro que a Lei Pelé, como qualquer outra regra, deve ter suas falhas e que podem e devem ser corrigidas. O mesmo se aplica para as empresas – há aquelas que são honestas, mas também existem outras que burlam seus balanços e até mesmo realizam negócios ilegais.

Desta forma, transformar os clubes em empresas não fará deles um modelo de gestão e transparência, mas certamente será um avanço, pois estabelecerá condições favoráveis para a instalação de um ambiente profissional.

Pela condição financeira que vivem as equipes brasileiras, o dirigente que rejeitar um parceiro (isto, se ainda houver algum) estará dando um tiro no próprio pé. O que precisa ficar claro é que as partes envolvidas devem compreender os objetivos de cada lado: o time deseja o retorno esportivo (bons jogadores, títulos...) e os investidores querem obter o retorno daquilo que colocaram e com lucro. Nada mais justo.

Por isso, o que a direção de uma agremiação deve fazer, antes de rejeitar uma empresa que possa ajudá-los, é tirar as devidas informações no mercado e contar com um bom projeto para o seu time, de forma a impedir que sua instituição se torne uma lavanderia.



IP LogadoPróxima Mensagem
Coelho
Usuário Nivel 5

Postagens: 27202
Registro: 06/05/2002
Local: Belo Horizonte - MG - Sexo Masculino
 Postado em 24/10/2007 1:55:00 PM

Mensagem original postada por Marco Antônio Futebol e parceria, união de amor e ódio

Resultados têm de ser bom para os dois lados



Pois é! Senão não é parceria. É outra 'coisa'. As que o América costuma fazer.

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Johnny
Usuário Nivel 5

Postagens: 8698
Registro: 06/05/2002
Local: Belo Horizonte - MG - Brasil
Idade: 48 anosSexo Masculino
 Postado em 31/12/2007 11:49:00 AM

Dirigente avisa: parceria com Traffic não deixa Palmeiras rico (31/12)
Gazeta Press

Em 2008, o Palmeiras promete uma equipe competitiva para lutar por títulos. Sob o comando do técnico Wanderley Luxemburgo, que fez história no Parque Antártica durante os anos 90, o Verdão ainda conta com a parceria da Traffic para buscar reforços. Porém, o gerente de futebol Toninho Cecílio avisa: o clube não está nadando em dinheiro .
“Vamos procurar, ano que vem, ter uma equipe competitiva, mas sempre com o equilíbrio de contas. Não há esse volume de dinheiro que nos deixe em situação tão tranqüila”, explica o dirigente.
Até o momento, o Palmeiras confirmou somente a chegada do experiente atacante Alex Mineiro, ex-Atlético-PR. São esperados novos jogadores para as laterais, meio-campo e, principalmente, ataque, que perdeu Edmundo e Rodrigão.
Para Toninho Cecílio, o Verdão está sendo apenas criterioso nas contratações, por isso a demora na chegada dos reforços. “Não vamos sair ao mercado atirando para todos os lados só para dar satisfações aos nossos torcedores”, avisa. “O importante é a qualidade, não a quantidade”, emenda.
Segundo Toninho Cecílio, a nova postura da direção alviverde já deu certo na escolha da nova comissão técnica. “Muitos falaram que estávamos demorando para definir um treinador, mas usamos a cautela e contratamos o melhor do país”, finaliza o gerente de futebol alviverde.



Pelo menos, estão sabendo que, com o fim da parceria, o clube volta a ficar somo $$$. Vamos ver como o clube vai administrar isso.

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Coelho
Usuário Nivel 5

Postagens: 27202
Registro: 06/05/2002
Local: Belo Horizonte - MG - Sexo Masculino
 Postado em 23/01/2008 12:43:00 PM

E a parceria com o BMG deixa o América rico?

IP LogadoMensagem Anterior
 Todos os horários são de Brasília (GMT -03:00)
 Nova Mensagem desde a sua Última Visita.
[***] Palavra proibida pelo moderador do Grupo de Discussão

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico

Volta para o Topo da Página



Forum Now! - Criar seu forum grátis