O Dizungo Kilumbe (festa do nome do santo)
 PROGRAMA NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 Candomblé de Angola/Kongo
 O Dizungo Kilumbe (festa do nome do santo)
  Registrar   Ajuda   Login

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico
Tópico com 2789 visitas e 4 mensagens
Autor
Tópico: O Dizungo Kilumbe (festa do nome do santo)
Tata Toindé
Membro Pleno

Postagens: 239
Registro: 20/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 39 anosSexo Masculino
 Postado em 22/07/2005 1:40:00 PM

Caros manos do fórum...
Fiquei na dúvida em postar este tópico aqui ou no grupo "Cantigas de Angola/kongo", mas como se trata de um ritual de nossa nação fiz a opção de postá-lo aqui.

Vou tentar relatar o ritual da saída do Munzenza conforme aprendi e é feito em minha Inzo.

Segue o Jamberessú normalmente, até que chega o momento em que o iniciado será apresentado ao público. Esta apresentação se dá com o iniciado em estado de transe e é chamada de 1º saída do munzenza. Os Kambondos entoam a seguinte muimbo para puxar o iniciado:

MUNZENZA..
MUNZENZA KIOBATA
E MUNZENZA
E MUZENZA KAFULE


Esta saída acontece com o iniciado saíndo do Bakise sob o alá (não sei o nome em kimbundo) que é um pano branco representando a saída de lemba. Nesta saída, o iniciado é levado ao Sambilê vestido com o mutue pintado de Branco em homenagem a LEMBA. Junto com o iniciado vem puxando-o o Tata ria Nkise, o Tata ndenge, a mama ndenge e uma munzenza segurando a dixisa (que segunda a tradição de nossa raiz, a munzenza que conduz a dixisa é a mais velha, ou seja, a que está mais próxima de receber a cuia.
O iniciado dançando conforme o toque (munzenza) saúda os principais pontos energéticos da casa. Primeiro os jingomas, depois a entrada e depois o ariaxé (não sei o nome em kimbundo). Esta saudação é feita fazendo- se o PILÃO (dobalè) seguido do MAKÓ (paó) sobre a dixisa que já teria sido estendida no chão. Após tais saudações o iniciado retorna ao bakise.

O jamberessú transcorre normalmente até chegar o momento da 2º saída. Nesta, o iniciado é puxado vestido com uma roupa estampada, mutue e corpo pintados, dançando o mesmo ritmo da cantiga anterior, agora sem o alá e apenas saudando os pontos energéticos da Inzo com o Jinká.
Nesta segunda saída são entoadas as seguintes muimbus:


IÁ IÁ IÁ O
IÁ IÁ IÁ O
MUZENZA DE LEKONGO
IÁ O


E aproveitando para estudar um pouco desta cantiga, segundo encontrei pela internet as seguintes designações:
- kimbundu - designa pessoa que está presente ou próxima de quem fala, ou das que se falaram em último lugar.(este).
Ô - kimbundu - pode designar o proprio artigo O, como pode significar; aqui está.
Seguindo esta linha teremos:

IÁ O seria mais próximo de "AQUI ESTÁ", ou numa tradução mais popular, "AQUI SE FAZ PRESENTE.

No mesmo ritual de 2º saída, seguindo uma sequencia de cantigas é entoada também a seguinte:

IÁ O LEUÁ
LEUÁ, LEUÁ IÁ O
IÁ O LEUÁ


Os kambondos entoam até que o iniciado retorne para o bakise novamente.

Sendo assim, o jamberessú volta ao normal até que chega o momento mais esperado: a terceira saída (a saída do nome do santo).
Em minha jinzo, o iniciado sai com roupa estampada e dançando curvado num movimento com os braços como se sacudisse os ombros lentamente, fazendo com que os braços eretos, na vertical e voltados para baixo, alternem num movimento de subida e descida.
Para esta saída são entoadas duas muimbus:

E AE AE KONZENZE E
E AE AE KONZENZE KATU LONDIRÁ
AE MAMETO
KONZENZE KATU LONDIRÁ
AE TATETO
KONZENZE KATU LONDIRÁ
E AE AE KONZENZE.



KONZENZE, KONZENZE
AE KATU LONDIRÁ


Nesta saída, o munzenza não volta para o bakise.
Ele é posicionado (lembrando que estás possuído pelo Nkise) de forma a aguardar o escolhido para "tirar" seu nome (orunkó). O escolhido chega até o Nkise e o conduz em volta do ariaxé perguntando por duas vezes seu nome e o Nkise responde no ouvido do escolhido (que será tido como padrinho de orunkó). Na terceira vez, o Padrinho pergunta ao Nkise de forma que ele responda para que todos possam ouvir.
Esta pergunta é feita entoando as seguintes palavras:
DIJINA KE HAMBAR MONA NKISE ( O nome de força do filho do Nkise)
Daí o Nkise dá tres voltas em torno de si mesmo e pula gritando o nome que denota sua identidade.

Depois que o nome é dado, são entoadas tres muimbus:

O NZAMBE O NZAMBE O KE NZAMBE
O NZAMBE O NZAMBE O KE NZAMBE
NZANBE NO APONGONDE
ODARA AE O KE NZAMBE


Que segundo aprendi, seria apresentando o novo mona para Nzambi e pedindo força a ele para a caminhada do iniciado.

SALE MONA SAKE SALE
SERELE LÊ MU NZAMBE


Que segundo aprendi, seria apresentando o novo ser que nasceu à Nação e a todos da família de santo, ou seja à raiz.

NZAMBI UA KUATESÁ
AUETO


Seria Agradecendo a Nzambi por tudo ter dado certo.

Após estas tres cantigas, o novo Munzenza é recolhido, são entoadas as seguintes muimbus:

O NGANGA O NGANGA
EUA NGANGE
NGANGA A TOIZO
EUA NGANGE
O NGANGA O NGANGA
EUA NGANGE
NGANGA IÁ O
EUA NGANGE

NGANGE NGANGE
O NGANGA EU ARA
DANDALUNDA O NGANGA, EUA NGANGE
NGANGA TOIZO, EUA NGANGE

IÁ O EUA DILE A NGANGE
NO BATUKE EUA DILE A NGANGE


O novo munzenza é recolhido e retorna ao Sambilè para a 4º saída, que é a saída da dança do Nkise.
Nesta o Nkise vêm vestido e paramentado, e ele sai ao som da seguinte muimbu:
SAKE DE LAZENZE
É MAO
E MUZENZA E SAKE
SAKE DE LA ZENZE
É MAO


(ESTAs ÚLTIMAs, FICO DEVENDO A GRAVAÇÃO)

Depois disso são entoadas muimbus específicas para o Nkise do munzenza e o mesmo dança no Sambilè apresentando seus atos e suas histórias.

Na Inzo de alguém há algo diferente disso?????



IP LogadoPróxima Mensagem
Tata Toindé
Membro Pleno

Postagens: 239
Registro: 20/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 39 anosSexo Masculino
 Postado em 19/10/2005 11:40:00 AM

atualizando

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Tata Jambonan
Membro Junior

Postagens: 78
Registro: 12/07/2005
Local: Belford-Roxo - RJ - Brasil
Idade: 53 anosSexo não informado
 Postado em 24/11/2005 9:08:00 AM

Mukuiu jipanji.

Caro Tata Toindé, apesar de ainda não ter a oportunidade de ver uma saida de muzenza em meu asé, mais em conversas sabes que é quase a mesma coisa, mesmo sendo nós de asés diferentes, não muda muita coisa, apenas uns pequenos itens como, primeiro batemos paô (mokô) na porta da rua, ariexê, Jingomas, e algumas cantigas que possam ser adicionadas a mais, modo de se pedir a suna, ou seje, mudan-se as palavras proferidas, mais quanto ao restante, seria exatamento como relatou, sem tirar nem pôr.

Sim acrecentando, sei que no seu asé o mokó, e igual ao meu, 3 por 7, em 3 x. Pois já vi de formas diferentes.

Aguardamos os demais com as suas diferentes formas, pois não temos um padrão, pois cada raiz tem sua difereça.
E claro, respeito todas as diferentes formas de se fazer uma mesma coisa.
E VIVA AS DIFERENÇAS !!!

Lami mujitu e kioso, Jambonan.

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
KAMBAMI
Membro Iniciante

Postagens: 40
Registro: 07/01/2006
Local: Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Idade: 58 anosSexo Masculino
 Postado em 16/01/2006 10:12:00 PM

Makuiu Tata Toindé.
Realmente, sei que muitos desaprovam as filmagens, mas confesso que na minha saída minha esposa filmou tudo, logo posso afirmar que as cantigas estão iguais a de minha nzo, até algumas que não conhecia, pois não foram cantadas lá.
Eu as tinhas mais sempre quis saber o significado, e agora tenho, obrigado, acho muito importante, sabermos o que cantamos e o que rezamos, isso é resgate cultural, parabéns.

Kandandu
Kambami

IP LogadoMensagem Anterior
 Todos os horários são de Brasília (GMT -03:00)
 Nova Mensagem desde a sua Última Visita.
[***] Palavra proibida pelo moderador do Grupo de Discussão

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico

Volta para o Topo da Página



Forum Now! - Criar seu forum grátis