A saída do munzenza
 PROGRAMA NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 Candomblé de Angola/Kongo
 A saída do munzenza
  Registrar   Ajuda   Login

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico
Tópico com 1541 visitas e 13 mensagens
Autor
Tópico: A saída do munzenza
Tata Toindé
Membro Pleno

Postagens: 239
Registro: 20/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 39 anosSexo Masculino
 Postado em 03/04/2005 1:34:00 PM

Queridos amigos,

Mukuiú....

Gostaria de abordar um assunto um pouco polêmico em relação ao nosso candomblé.
No período de recolhimento de um pré-iniciado, ele aprende as principais coisas que lhes serão necessárias durante sua vida religiosa.
Além disso, parte deste período é separado para realizar os "ensaios" para a saída de santo.
Este ensaio, em algumas casas é feito com o munzenza acordado, em outras com o Nkise do munzenza e em outras com o cafioto (erê).
Gostaria de propor um debate a cerca desse assunto...

Seria correto o ensaio???

O pé de dança seria o Nkise que deveria trazer o seu próprio??

aguardo respostas....

abraços!!

IP LogadoPróxima Mensagem
Makota
Membro Iniciante

Postagens: 13
Registro: 22/03/2005
Local: Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Idade: 41 anosSexo Feminino
 Postado em 07/04/2005 2:53:00 PM

No meu inzo quando ha a necessidade eo muzenza que ensaia pois o inkise ja tem o seu proprio pe de dança, eu digo quando ha a necessidade somente quando o muzenza não e filho ja da casa pois la em casa tem-se o habito do muzenza frequentar primeiro a casa para ir se adaptando

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Makota Lembanilé
Membro Junior

Postagens: 74
Registro: 21/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 41 anosSexo Feminino
 Postado em 11/07/2005 8:30:00 PM

Mukuiú

Lá no Abassá, durante o período de roncó, nós temos ensaios constantes, pois o muzenza precisa saber a "história" do seu nkise contada através da dança, que também é uma forma de comunicação... não creio que o nkise traga de uma só vez seu "pé de dança"... há casos (pois já presenciei um) em que num kibane mutue o ndumbe estava sendo "tomado" pelo nkise e como sei que esta pessoa nunca teve contato com umbanda ou candomblé (isto, para ao menos ter noção de como se dança) vi que Zaze trazia sua dança de maneira "milagrosa"... mas tenho consciência de que isso não acontece o tempo todo...mas não posso tomar esta concepção como verdade uma vez que tudo nesta religião pode acontecer.. nada é previsível....

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Tata Jambonan
Membro Junior

Postagens: 78
Registro: 12/07/2005
Local: Belford-Roxo - RJ - Brasil
Idade: 53 anosSexo não informado
 Postado em 13/07/2005 10:13:00 PM

Mukuiu a todos.

Bem, concordo com a Makota Lembanilé, Temos que ter ensaio, pois nem todos trazem o tal pé de dança, ou então o tal tombo para a coisa, as vezes o filho dança exelente, e o Nkise, nossa, nada haver, nem sai do lugar, e vise versa.

Respondendo as perguntas inicial.

Sim, ao meu modo de ver em particular, pois quando eu estou dançando com um Santo, Nkise, Vodum, Orixá, (Pois vou a todas casas que me convidam e me sinto bem.), se por qualquer motivo ele esteje dançando de um modo diferente que me foi passado, eu discretamente peço ele para me acompanhar, ou me ensinar se o modo dele estiver correto.


Não, eu particularmente não acho obrigatório que o Nkise o traga, pois sabemos que a dança é sua história, mais muda de região para região, e como no meu modo particular não acredito que Nkise tenha tido vida, e sim uma energia pura, como mesmo a elétrica por exemplo, não podemos tocar, não podemos ver, só podemos ver, e tocar no que ela pode transformar e produzir, e sentir que ela existe através do xoque, etc...
Sendo assim acredito na inconciência do Nkise.
Mais sim no poder da mediunidade diferente de cada um, sendo uns mais outros menos.
Os com poderes maior de videncia e mediunidade, pode ser que consigam assimilar melhor as coisas inerentes ao Nkise, ou seje: Podem aprender mais facilmente, ou ainda saber sem ser insinado, assim por nós chamado de intuição.


Espero ter me feito entender, pois tenho dificuldades de passar meus pensamentos, e meu modo de postar é muito falho e cheio de erros. Dulvidas por favor me pergunte, que tentarei exclarecer, não me condenem sem devida pergunta. Não sou dono da verdade, nem culto o sulficiente para poder discultir o correto dos sabios pesquisadores de renome, sou ignorante em muitas coisas, tenho apenas um pouco de prática do dia a dia, que por sinal são bem poucos.


Respeitosamente, Tata Jambonan.

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Makota Lembanilé
Membro Junior

Postagens: 74
Registro: 21/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 41 anosSexo Feminino
 Postado em 14/07/2005 10:02:00 PM

Caro Tata...

Você se fez entender muito bem... todos nós temos dificuldades nas mil maneiras de nos expressar... se muito ou pouco pesquisamos é para que consigamos maiores e melhores aprendizados e compreensão do que existe em relação à nossa religião... nem mesmo o homem mais culto deste Universo possui toda a certeza... não se deixe pormenorizar... aos olhos do Pai, somos gênios (e aos olhos de nossos pais carnais mais ainda, né? rsrsrsrs)

Concordo com o que você chama de intuição... se não fosse pela intuição, o que seria de muitos médiuns por aí?



IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Tata Toindé
Membro Pleno

Postagens: 239
Registro: 20/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 39 anosSexo Masculino
 Postado em 18/07/2005 12:44:00 PM

Parabéns amigos pelas belas postagens.

Nesse ponto, concordo com a maioria em relação aos ensaios.
Também os praticamos em nossa Inzo, pois acreditamos que mesmo qu um Nkise traga algo de diferente para mostrar sua identidade, o básico, o munzenza precisa conhecer.
Até porque, futuramente, se for o caso, se ele tiver sua inzo aberta, como ele iria ensinar aos seus filhos se ele não tiver aprendido??
É bonito ver uma roda de candomblé em que todos estejam dançando (e aqui estendo a dança para a roda também). Além do mais, já presenciei casos em que um integrante ficava envergonhado de entrar numa roda pq não sabia dançar. O caso se dava pelo fato de ele nunca ter aprendido e não por não ter jeito pra dança.
No caso das pessoas que não possuem uma habilidade para dançar na roda, creio que apenas as "coreografias" para cada cantiga seja suficiente.
Em nossa Inzo, sempre que alguém novo entra, marcamos o que chamamos de "ensaio" que nada mais é do que ensiná-lo a dançar na roda e identificar os cantos, as dobradas dos engomas e os diferentes tipos de danças.
Amigos, ao meu ver, uma Inzo também é uma instituição de ensino.
Se as tradições não forem aprendidas em nossa própria Inzo, como poderemos perpetuar nossa raiz?
Lá fazemos ensaios de dança, cantigas, e tudo que possa ser passado até a iniciação em si.
Kandandu

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Dandarê
Membro Pleno

Postagens: 210
Registro: 19/07/2005
Local: Salvador -Bahia - BA - BrasilSexo Feminino
 Postado em 19/07/2005 10:03:00 PM

Mimenekenu Jipangi

Quando eu estava saindo do resguardo da feitura de Nkici, houve uma festa muito bonita para Tat´etu Gomgobira e uma irmã de santo de meu pai veio de Ilhéus para passar a festa conosco.

Ela é de Nzazi e é bem mais nova que ele. Muito bonita, ela também dança muito bonito. Antes da festa ela quiz fazer uma sessão de treinamento com as Muzenzas e pediu que tocassem para Zazi e me chamou para que eu visse como ELA DANÇAVA PARA O SANTO DELA. Foi tão linda a dança que todas as Muzenzas viraram, porque seus Minkisi queriam também dançar para Zazi e dançaram em conjunto.

DETALHE: nenhuma das Muzenzas tinham aprendido a dançar para Zazi porque não foram treinadas nem manifestadas nem "em si". Nós só temos dois Zazi no Terreiro, um nunca mais esteve lá pois a medium sumiu sem dar noticia e o outro é do meu marido que não é rodante.

As Muzenzas manifestadas por seus Nkisi homenagearam Zazi como se fossem ensinadas. Bem verdade que foi na roda em conjunto mas pela gravação se vê que eles sabiam o que estavam fazendo! Tem uma hora que Zazi pega e junta os raios e quando ele pula para dar o impulso de jogá-los ele se espiga todo e pula para depois fazer o mesmo com a outra mão e finalmente rodar com as mãos espalmadas... na fita parecia uma coreografia muito ensaiada e no entanto , não foi.

Com isso, não quero dizer que desaprovo os ensaios, de jeito nenhum, sou a favor dos ensaios; tanto manifestado como com o Cafioto e em si. Mas coisas assim acontecem sempre. Talvez para nos lembrar que eles são deuses...

Fiquem em paz

Dandarê

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Tata Obalumbi
Membro Pleno

Postagens: 220
Registro: 19/07/2005
Local: RJ - RJ - Brasil
Idade: 28 anosSexo Masculino
 Postado em 20/07/2005 3:33:00 AM

Mokoiu a todos.
Eu sou a favor de ter ensaios sim, mesmo se for no nkisi, kaioto.
É como o pange Roxi toindé disse:

Amigos, ao meu ver, uma Inzo também é uma instituição de ensino.

Concordo plenamente com ele, a nossa religião é um escola.
Kibuku kissinavuru

Tata Obalumbi

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
jafuranga
Membro Iniciante

Postagens: 12
Registro: 22/07/2005
Local: Luziania - GO - Brasil
Idade: 38 anosSexo Feminino
 Postado em 23/07/2005 5:23:00 AM

Saudações a todos e Mokoiu

Acho que deva ter um ensaio preliminar como ndumbi , tipo aqui e o ntoto, ali e a porta ... etc e depois os ensaios das primeiras saidas.
E ir ensaiando de inicio só as saidas, claro que depois pega novamente o ndumbi e traz o nkise, orisá, vodum ( oque vier) e toca para o mesmo deixando que ele dance ensinando somente se for o caso pois todo "espirito" sabe o seu jeito de dançar, agora se ele tem pe de dança ou não só ele mesmo poderá responder na hora da dança.

Já dancei com um Katende de uma abiâ, ele virou duas vezes antes de bolar, como eu não sabia e era nova na casa assim que ele virou o Tata me pediu para dançar com o mesmo, ele e que dançou comigo pois eu só o acompanhava, depois na hora de suspender foi que descobri q ainda não era iniciada e hoje depois que a menina pegou pe de dança e já esta nos passos dos 5 anos, Katende já não dança mais tão bonito quanto dançou no dia em que bolou.


Kandandu

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Kalunga
Membro Junior

Postagens: 56
Registro: 02/08/2005
Local: Santos - SP - Brasil
Idade: 51 anosSexo Feminino
 Postado em 10/08/2005 5:38:00 PM

Mimenekenu kiami jipange

Seria correto o ensaio???
Está ai um ponto que sempre debato, ensaiar o que? Para que?
Creio que a evolução do iniciado em estado de manifestação do nkisi ou kafioto deva ser natural, pois ele será conduzido aos pontos sagrados, e se tem ou não o pé de dança, com o decorrer do tempo ele irá aflorar.
Embora essa prática exista em minha família, não quer dizer que eu concorde com ela, e nem discorde, quem sou eu, mas tenho a minha opinião.

O pé de dança seria o Nkise que deveria trazer o seu próprio??
Pois é, para mim ele traria quando fosse a hora, ou seja, conforme o amadurecimento do iniciado, a sensibilidade vai aumentando, deixando-se fluir mais intensamente os trejeitos próprios do nkisi etc. etc. etc., mas não é assim, e tb acho por exemplo, que uma Kukuetu, Matamba, Nkosi, Ndanda Lunda etc., tenham seus próprios rituais de dança, mas vemos que todos dançam igualmente e ainda com as mesmas cantigas, seriam eles a mesma divindade (nkisi) manifestada em vários seguidores?

Respondi questionando, mas existem coisas que não entendo, porém, respeito e também pratico, fazer de outra forma, nossa, seria uma aberração, mas não parei de procurar as respostas.
jindandu

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Página
 Todos os horários são de Brasília (GMT -03:00)
 Nova Mensagem desde a sua Última Visita.
[***] Palavra proibida pelo moderador do Grupo de Discussão
Páginas: 1 2
Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico

Volta para o Topo da Página



Forum Now! - Criar seu forum grátis