Se umbanda é caridade é certo cobrar?
 PROGRAMA NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 NOS CAMINHOS DE NZAMBI
 Os Rituais da Umbanda
 Se umbanda é caridade é certo cobrar?
  Registrar   Ajuda   Login

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico
Tópico com 2814 visitas e 4 mensagens
Autor
Tópico: Se umbanda é caridade é certo cobrar?
Tata Obalumbi
Membro Pleno

Postagens: 220
Registro: 19/07/2005
Local: RJ - RJ - Brasil
Idade: 28 anosSexo Masculino
 Postado em 31/07/2005 4:28:00 AM

Mokoiu a todos.
Gostaria de saber as opniões dos Jipange sobre o pagamento em determinadas coisas da Umbanda, ex:Eu já vi muitas casas de umbanda cobrando consultas, então é a mina pergunta, se a Umbanda é CARIDADE e caridade não se cobra porque determinadas casas de umbanda cobra a consulta?Isso seria certo ou errado já que a umbanda é caridade?
Eu particularmente não concordo das consultas serem pagas pois a umbanda é caridade e caridade não se cobra, esse é o meu ponto de vista, me corrigem caso eu esteja errado por favor.
Gostaria de saber as opniões dos irmãos sobre isso.
Kandandu

Tata Obalumbi

IP LogadoPróxima Mensagem
Tata Toindé
Membro Pleno

Postagens: 239
Registro: 20/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 39 anosSexo Masculino
 Postado em 31/07/2005 4:15:00 PM

Caro mano Tata Obalumbi.....

O conceito de caridade na Umbanda foi implantado pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas através do médium Zélio Fernandino de Morais. Segundo a história (que se encontra no tópico "Surgimento da Umbanda"), foi no momento do aparecimento deste médium que foi registrado o início da Umbanda.
Tomando uma atitude um pouco ousada, digo a vocês que sinceramente não acredito que a Umbanda tenha realmente surgido ali e defendo esta tese dando meus porquês em forma de indagação no tópico "Em Busca da Verdade". Dê uma olhadinha lá.
No que acredito, naquele 15 de novembro de 1908, A Umbanda passou a ser uma religião também praticada pela Elite, pois a Elite não poderia praticar nenhuma religião de base cultural africana. Era como se fosse sacrilégio. No tópico "Surgimento da Umbanda" que conta a história de Zélio, fica muito claro o surgimento de uma Umbanda que pouco é praticada e não apresenta abertura para a inserção de atabaques, orixás, e etc. Tá tudo lá no tópico "Em busca da Verdade".
Mas quanto a caridade, tendo a existencia da umbanda, sido registrada a partir de um pilar de origem Espírita Kardecista, os conceitos vidos de qualquer entidade incorporada num médium que tem esta consciencia, notificam a cultura, o saber e a moral deste médium.
Logo precisamos definir bem o que é esta caridade, pois a má interpretação deste conceito resulta nesta questão abordada por você.
Lembremos que a religião espírita Kardecista também é caridade, mas seus adeptos mantém o "templo" através de uma diretoria bem organizada, de uma federação única que unifica e ajuda na formação de cada templo. O Centro Kardecista também é mantido através de contribuições dadas por seus adeptos, participação tal como aluguém de livros (por possuírem uma estrutura bem montada de biblioteca), doações e em alguns casos, taxas mensais.
Imagine que se um sacerdote de qualquer que seja a religião, abdica de sua vida em prol de dedicar-se ao seu culto, não encontra uma ajuda de origem financeira, não terá como manter seu "templo".
E na Umbanda, não temos este respaldo organizado de uma federação.
Portanto, não acho que seja sacrilégio cobrar uma consulta. Afinal, se considerarmos que Umbanda é caridade e que um sacerdote de umbanda nada pode cobrar, entramos numa grande contradição.
Pois se este sacerdote faz a caridade a todos que o procuram, quem fará a caridade de lhe promover a sobrevivencia???
Uma casa de Umbanda é como uma de candomblé e como qualquer outro templo: Tem gastos, despezas e quem manterá isto tudo??? O sacerdote sozinho??????
Pensemos sobre isso.....
Em nenhuma outra religião existe a cobrança da caridade como é feito na Umbanda.
Qualquer religião absorve quantias de seus adeptos.
Espero ter contribuído.....
esta é minha opinião mas não absoluta....
Jindandu

IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
Makota Lembanilé
Membro Junior

Postagens: 74
Registro: 21/03/2005
Local: RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil
Idade: 41 anosSexo Feminino
 Postado em 01/08/2005 7:16:00 PM

Caros irmãos....

Ninguém vive só de ar.... nem mesmo a natureza.. ela também precisa de vento, ar, sol e luar....

Assim como quaisquer religiões necessitam de apoio financeiro, a salva sempre existirá.....

Na minha visão, toda religião faz caridade.... todas procuram ajudar ao próximo de acordo com seus princípios..

"Umbanda é caridade.. Umbanda é paz e amor...." - versos lindos que definem a "visão" e não a "missão" desta segmento religioso.

Nenhum segmento religioso é capaz de se sustentar apenas dependendo da "boa vontade" de seus adeptos. Pois aqueles que procuram a caridade acreditam no seguinte: se é caridade, então nada devo pagar. É como muitos contribuintes dizem aos servidores em geral: eu pago imposto para você me atender (até para obter um atendimento "gratuito", a gente paga "salva", rs).. ou: sou eu quem paga teu sustento!... e por aí vai

Não quero levantar ou esquentar a discussão sobre se deve ou não ter salva.

Acompanhei dois sacerdotes, um de umbanda e outro de candomblé, bem de perto. No caso do primeiro, ele bancava tudo até mesmo as velas dos anjos da guarda de seus filhos. Chegou um ponto em que ele ou sustentava sua família ou a casa de santo e seus seguidores. Chamou os filhos de santo e comunicou que a casa precisava de ajuda e se eles começassem a trazer, cada um, suas velas, já ajudava bastante. Pronto! A casa ficou sem filhos de santo. Acharam um absurdo gastarem seu dinheiro com o "centro". O sacerdote fechou a casa para o público e manteve sua fé apenas para sua família e alguns amigos que REALMENTE NECESSITAVAM.

No segundo caso, o pai de santo raramente cobrava salva e quando cobrava era um valor tão simbólico que qualquer um de nós gasta num dia de bobeira; ele apenas pedia a presença de todos no barracão uma vez por semana. Todo e qualquer tipo de trabalho que um filho precisasse fazer, ele primeiro via o que tinha na casa e o que sobrava pedia para a pessoa comprar. Logo a pessoa chorava dizendo não ter dindin, ele tirava do próprio bolso e mandava comprar e dava a obrigação. E, as pessoas não davam muita atenção e devidos merecimento e respeitos a este pai de santo. Depois de muito tempo, ele começou a achar abuso dos demais e passou a se esquivar e dando preço (ainda simbólicos). Agora, os adeptos ficam empurrando com a barriga suas obrigações e limpezas....bater continência com o chapéu alheio, todo mundo gosta! Suar para merecer, necas!

Vejam: as outras religiões podem até não pedir o mesmo valor de cada fiél, porém determinam percentuais de suas rendas, destinadas às suas casas religiosas. Pelo amor de Deus! E isso não caracteriza salva???

Caridade é você ajudar ao próximo de coração puro.... também não significa que você vá tirar seus sustento de um trabalhinho arriado!

Assim como o Candomblé, a Umbanda acende velas, dá de "comer" aos seus Guias e Orixás, além de pôr bebidas para todos eles. E é um ritual que não se extingue em si mesmo! Tão quanto o Candomblé, é preciso ser renovado.

Ao contrário do que muitos dizem e acreditam, Umbanda não é "café com leite", tampouco o "primário do Candomblé". Ela tem seus mistérios e ensinamentos que muitos desconhecem e acham supérfulos.

Aprendam: nada deve ser subestimado!

Perdoem minha exaltação, mas é uma discussão que ainda me tira do sério!!



IP LogadoMensagem AnteriorPróxima Mensagem
ogan marcus
Membro Iniciante

Postagens: 19
Registro: 21/07/2005
Local: sao paulo - SP - Brasil
Idade: 32 anosSexo Masculino
 Postado em 18/08/2005 9:19:00 PM

mukuiu

e ua chu q nenhum dom q vem do Orum de graça deve ser cobarado por nenhum mero ser humano!
se a Criatura suprema nao nos cobra nada pelo dom e pelo contato com os Orixa/Nkisi entao pq nos, tao pequenos e infimos perante Ele temos q cobrar algo..
para mim... me desculpem os q apoiam e professam essa atitude, qm cobra nao tem axe suficiente pra fazer direito sua funçao de babalao/yalaorixa

claro havenod algums rarissimas exceçoes q devem ter um bom motivo ou sao predestinadasa tal q acabam tendo o dom e professanod de forma correta ...

enfim e muito complexo este tema...

espero noa levantar nenhuma discordia com vcs irmaos!!


ogan marcus

IP LogadoMensagem Anterior
 Todos os horários são de Brasília (GMT -03:00)
 Nova Mensagem desde a sua Última Visita.
[***] Palavra proibida pelo moderador do Grupo de Discussão

Tópico AnteriorTópico Anterior - Próximo TópicoPróximo Tópico

Volta para o Topo da Página



Forum Now! - Criar seu forum grátis